Learning via Subtitling:
Software & Processes for Developing
Language Learning Material based on Film Subtitling
Minerva
Home PageDocument LibraryEvent CalendarUser ForumsWeb LinksSite MapFAQ_MENU_LABEL_LOGIN
30-Οκτ-2020
  Procurar
Home PagearrowMétodos e AbordagensarrowO Uso do Vídeo na Sala de Aula de Língua Estrangeira

EnglishRomanaSpanishportuguesehungarianΕλληνικά

HOU
CTI
Universitat Autonoma de Barcelona (UAB)
The Transilvania University of Brasov (UTBv)
University of the Algarve (UALG)
Roehampton University
University of Pecs
 

O Uso do Vídeo na Sala de Aula de Língua Estrangeira Imprimir e-mail
Durante muitos anos tem-se explorado, de diferentes formas, vários tipos de materiais audiovisuais como suportes à aprendizagem dos alunos. Alguns autores (por ex. Bates, 1985) têm descrito certas características do vídeo que fazem dele um poderoso meio de aprendizagem, tal como a possibilidade de abstracção de informação, visualização da narrativa, o reconhecimento e a identificação de informação pelo aluno. É agora lugar-comum dizer-se que o material audiovisual, rico em contexto, é uma poderosa ferramenta didáctica, conhecida por ter um impacto motivacional, de atenção e de afecto sobe os que o visionam. Por sua vez isto facilita o processamento auditivo (Baltova, 1994). Concretamente, o material audiovisual legendado tem várias vantagens, tais como:
  • oferece uma exposição simultânea a língua falada, texto escrito e informação visual, transmitindo todos a mesma mensagem (Baltova, 1999: 33)
  • fomenta a aprendizagem de conteúdo e vocabulário, mesmo entre aprendentes menos experientes (Ibid.)
  • as legendas funcionam como o factor que estreita o fosso entre a compreensão da leitura e a compreensão oral (Borrás & Lafayette: 1994)
O LvS pretende ultrapassar as limitações da passividade ao envolver os aprendentes de forma activa: eles terão de acrescentar legendas a materiais, criando assim um novo produto.

Os benefícios da legendagem para alunos de tradução já foram descritos por investigadores, tais como Klerk (1998) e Rundle (2000). Segundo Neves (2004: 127),

Os alunos de tradução que frequentaram as aulas de legendagem ganharam competências e consciência linguística que se reflectiu no seu desempenho noutras disciplinas e actividades. Acredita-se que isto se deva à junção de dois elementos – tradução e legendagem – geralmente aceites como mais-valias na aprendizagem das línguas, e ao facto de a legendagem requerer uma variedade de competências que podem melhorar através de actividades bem programadas e que cobrem as várias etapas do processo de legendagem.

Contudo, até agora apenas se têm notado as vantagens da legendagem na aprendizagem das línguas estrangeiras, mas nunca se criou material ou software específico. As Tecnologias da Informação e Comunicação oferecem-nos ferramentas que permitem a projectar material audiovisual com legendas sincronizadas, criar e editar legendas, assim como preparar materiais necessários à aprendizagem das línguas, tudo isto sem o requisito de competências informáticas muito avançadas, pela parte do professor.
 


Design and Implementation: CTI
To deploy this web portal, certain open source products have been utilized, under the terms of the GNU/GPL.
Please see the detailed copyrights list.
Terms of Use